Depressão causada por interferência Espiritual

Depressão causada por Interferência Espiritual

:: Osvaldo Shimoda ::

Depressão causada por Interferência Espiritual 

  A depressão tem várias faces.

Do ponto de vista médico, a depressão é vista apenas sob uma ótica biológica, organicista, como um desequilíbrio bioquímico do cérebro, isto é, uma falta de neurotransmissores (substâncias químicas do cérebro que regulam o nosso humor, estado emocional) e que necessita de medicamento, ou seja, de um controle químico, de um antidepressivo específico.
No entanto, na minha experiência clínica como psicoterapeuta desde 1985, trabalhando com a Terapia Regressiva Evolutiva (TRE), tais medicamentos antidepressivos não se mostraram satisfatórios no combate à depressão.

No meu entender, a visão puramente organicista do ser na qual a medicina clássica está calçada, vendo apenas um corpo físico, biológico, deixando de lado a parte espiritual, limita qualquer tipo de tratamento mais profundo.
Desta forma, a medicina oficial por se estruturar em bases materialistas e não levar em consideração a existência da alma, do espírito, ignora também as interferências espirituais (obsessão espiritual) como um dos fatores geradores da depressão.
Segundo Allan Kardec, codificador do Espiritismo, no livro "O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap.28, item 81”, chama-se obsessão a ação persistente que um mau Espírito exerce sobre um indivíduo.

Apresenta caracteres muito diferentes, que vão desde a simples influência moral, sem perceptíveis sinais exteriores, até a perturbação completa do organismo e das faculdades mentais.
Portanto, a obsessão espiritual, na qualidade de Enfermidade da Alma – doença ainda não catalogada nos compêndios médicos e psicológicos -, é algo muito sério e merece grande atenção no tratamento da depressão; infelizmente ainda é ignorada pela maioria dos profissionais da área de saúde (médicos e psicólogos).
Por outro lado, existe uma linha muito tênue, sutil, entre o espiritual e o orgânico que dificulta o diagnóstico diferencial entre doença orgânica e a manifestação psíquica de ordem mediúnica propriamente dita. Ao trabalhar com pacientes depressivos, utilizando-me da TRE, pude constatar que existem três fatores que levam uma pessoa a desenvolver um quadro depressivo:

A) Interno (Endógeno): causa psicológica, derivada de experiências traumáticas desta vida (infância, nascimento, útero materno) ou de um passado mais remoto, isto é, de vidas passadas;
B) Externo (Exógeno): Interferência espiritual intrusa, isto é, de espíritos obsessores desencarnados que prejudicam a vida do paciente, interferindo em seu estado mental, emocional e físico;
C) Misto: Interno + Externo, isto é, provocado pelo próprio paciente e agravado pelo espírito obsessor.

Para ilustrar melhor a interferência espiritual que provoca um quadro de depressão, veja o caso de uma paciente que sofria de uma severa depressão, isto é, perdera a motivação pela vida – tudo que começava não terminava, sofrendo inclusive de cansaço físico intenso – só tinha vontade de dormir e compulsão à comida.


Caso Clínico: Depressão e Cansaço Físico

     (Mulher de 32 anos, solteira).
A paciente veio ao meu consultório por conta de seu quadro depressivo: falta de motivação pela vida, desânimo, cansaço físico excessivo a ponto de não ter nem vontade de escovar os dentes.

Sempre foi uma pessoa batalhadora, tinha entusiasmo pela vida. Mas, de um ano para cá, não tinha mais vontade de fazer nada.

Perdeu aquele vigor e se tornou uma pessoa obesa. Sua vida se resumia em dormir e comer compulsivamente. Sentia-se frustrada, vitima, e cultivava um sentimento de desvalor. Sua mãe veio a falecer quando ela tinha 10 anos, e seu pai se envolveu com uma mulher que acabou se tornando sua madrasta. Posteriormente, seu pai assassinou a madrasta esfaqueando-a e, em seguida, ateando fogo no corpo dela por ela tê-lo traído com outro homem. O pai enlouqueceu e foi internado num manicômio.
Ao regredir me relatou:
Parece que tem alguém aqui no consultório…
É uma entidade espiritual, está com o seu rosto sobre o meu (paciente encontra-se deitada no divã do consultório). Não vejo direito, é um vulto. Mas sinto que essa presença espiritual quer me aterrorizar.
Pergunte a essa entidade espiritual o que ela quer de você – peço à paciente.
Ela diz que quer que eu sofra como ela sofreu (pausa).
Agora estou vendo-a melhor, é a minha madrasta. Mas ela sumiu, acho que foi embora…
Preste atenção, veja se realmente ela foi embora – peço à paciente.
Não, ela não foi embora. Ela está fazendo careta para mim, está debochando de mim. Estou lembrando de quando eu tinha 10 anos e o meu pai tirou a vida dela. Foi muito chocante para mim. Estava voltando da escola e vi um monte de policiais na porta de minha casa. Minha vizinha me falou que o meu pai era um assassino. Meu pai se entregou e foi preso. Fizeram o enterro dela, e o meu pai foi internado num manicômio. Sinto que a minha madrasta morreu com muito ódio dele.
Ela está aqui na minha frente me olhando com muito ódio. Sinto que ela está nas trevas.
Você gostaria de dizer alguma coisa para ela? – Pergunto à paciente.
Eu gostaria de dizer que não tive culpa pela morte dela. Foi o meu pai que a matou. Ela foi muito ruim, me obrigava a fazer serviços domésticos muito pesados para uma criança, e quase fui reprovada na escola por conta disso (pausa).
Mas digo a ela que a perdôo (pausa). Vejo agora uma luz, e peço à minha madrasta para seguir em direção a essa luz. Mas ela não quer, deseja me fazer sofrer. É ela que me influencia no meu estado emocional, quer que eu coma bastante, fique bem obesa e desleixada. Na verdade, ela quer descontar em mim a sua raiva por ter sido morta pelo meu pai (pausa).
A luz está aqui de novo.
Acho que desta vez ela aceitou ser ajudada. Vejo-a sendo amparada por dois seres de luz. Ela está exausta, está sendo carregada, eles a estão levando embora.
Agora estou me sentindo aquecida, porque o meu mentor espiritual está aqui no consultório.
Veja se o seu mentor tem alguma coisa a lhe dizer – peço à paciente.
Ele colocou a sua mão direita na minha testa. Mas agora vejo que além dele tem uma equipe de espíritos de luz aqui no consultório.                                                                                                                                        Deve ter umas vinte entidades. Todos estão orando, e o consultório está repleto de uma luz muito intensa. Vejo o meu mentor espiritual se aproximando do senhor (referindo-se a mim). Ele está com as mãos justapostas fazendo uma reverência ao senhor em sinal de gratidão.
O meu mentor é um senhor de cabelos grisalhos, tem um sorriso bonito, ele é magro e usa um camisolão branco (pausa). Agora todos estão indo embora.


Após passar por mais quatro sessões de regressão, a paciente voltou ao que era antes e resgatou o seu entusiasmo pela vida. Entendeu que a depressão e o cansaço físico não provinham dela, mas da entidade obsessora (madrasta), quando finalmente a viu sendo carregada exausta pelas entidades espirituais de luz. Estava também fazendo dieta – disse que já tinha perdido quatro quilos.


http://somostodosum.ig.com.br/terapeutas/foto/shimodaP.jpgOsvaldo Shimoda é terapeuta, criador da Terapia Regressiva Evolutiva (TRE), a Terapia do Mentor Espiritual – Abordagem psicológica e espiritual breve canalizada por ele através dos Espíritos Superiores do Astral. Ministra palestras e cursos de formação de terapeutas nessa abordagem. Ele atende em seu consultório em São Paulo. Fone: (11) 5078-9051, ou acesse seu Email: osvaldo.shimoda@uol.com.br


__._,_.___

 

"O Amor é ciência de sublimação para Deus e a felicidade para crescer deve dividir-se. Não há rupturas de laços entre os que se amam no infinito do espaço e na eternidade do tempo."

(Francisco Cândido Xavier/Emmanuel)

Anúncios

Sobre aricarrasco

sou simples mas co objetivos e convicções definidos.
Esse post foi publicado em Espiritismo. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s